• Passarela Estreita Blog

    Tudo sobre a minha ida à bela Paris!

    Mariana Raugust | 6 de dezembro de 2016

    Processed with VSCO with g3 preset

    Clássica fotinho com a torre mais amada do mundo!

    Como prometido, aqui vai mais um post falando sobre a minha experiência aqui na Inglaterra! Dessa vez, vim descrever, com detalhes, tudo sobre a minha viagem de Brighton para Paris, sim, de Brighton! Não foi necessário ir até Londres para pegar o ônibus, pois fechei com uma agência de turismo local e daqui mesmo saiu o coach! Antes de tudo, vou descrever as informações básicas:

    Destino: Paris, França.

    Como? Através de uma agência de turismo aqui de Brighton que organiza tour para estudantes. Tem várias agências aqui na cidade, a média de preços e serviços são praticamente as mesmas, então você não precisa se preocupar, pode viajar com qualquer outra agência daqui também.

    Duração da viagem: Final de semana.

    Hospedagem: Hotel IBIS (com direito à café da manhã).

    Meio de Transporte: Ônibus (Eurotunnel).

    Tempo de estrada: média de 10 horas ida, 10 hs, volta.

    Preço: 145 Libras.

    Processed with VSCO with g3 preset

    Bairro de Monte Martre, meu lugar favorito em Paris. Digamos que é uma região mais alternativa, com direito à arte, música, cultura e gente estilosa de doer!

    Dúvidas Frequentes:

    1) Você estava sozinha?

    Não. Eu estava muito bem acompanhada das minhas duas colegas brasileiras que também eram intercambistas da Cese.

    2) Vale a pena viajar de ônibus?

    É bastante cansativo, mas é mais barato que avião (pelo menos era agora, época de Natal). Pra mim valeu a pena, a trip acabou sendo mais mochileira e não tão certinha, é uma pegada diferente, não é pra todos! Você precisa ter disposição, bom humor, paciência e um espírito explorador, afinal de contas, ao todo são cerca de 20 horas de estrada!

    Processed with VSCO with c1 preset

    Registro antes de entrar no Louvre para ver a Monalisa!

    3) O que vocês fizeram em Paris?

    Havia uma guia turística no ônibus, excelente guia por sinal, e ela nos orientava sobre os principais pontos de visita, mas também dava muito tempo livre pra a galera ir pra onde quisesse, fazer o que quisesse. Sendo assim, dentro do cronogroma do tour cumprimos o Muséu do Louvre, Torre Eifel, Arco do Triunfo, Champs Elysees, Castelo de Versalhes, Bairro de Monte Martre (meu lugar favorito), Catedral de Notre Dame e um passeio de barco no Rio Sena.

    4) O que vocês fizeram no tempo livre entre os passeios?

    Optamos por caminhar pelas redondezas dos lugares em que estávamos fazendo o tour com o grupo, passamos bastante tempo no Louvre e na Torre Eifel, no mais, de diferente, fomos na Ladurée, só pra experimentar o famoso macaron original de Paris.

    Processed with VSCO with f2 preset

    Ladurée, restaurante tradicional de Paris em que eles servem os famosos macarons!

    5) Quanto vocês gastaram?

    Não muito, gastamos mesmo na Ladurée, mas vai, era uma experiência única e também foi só isso de mimo! Antes da viagem passamos no Poundland aqui de Brighton (onde você compra qualquer coisa por 1 libra) e levamos comidinhas na mochila, ou seja, conseguimos fazer uma bela economia!

    6) É verdade que os Franceses não gostam quando os turistas pedem informações em inglês?

    Sim, muito verdade. A coisa fica um pouco mais tensa, quando você já está começando a acostumar com o povo Inglês, que é polido até dizer chega e percebe que, com os Franceses, a conversa é outra. Era a minha segunda vez em Paris e a impressão sobre a recepção foi a mesma da primeira vez, nem um pouco polida! Hehe

    Processed with VSCO with c1 preset

    Andando pelas ruas de Versalhes!

    7) Posso usar minhas Libras em Paris?

    Não! Apesar de Paris ser uma cidade extremamente turística e acostumada a receber pessoas vindo de Londres, a resposta é não, eles não aceitam libras (pelo menos nas minhas experiências). E se você for corajoso o suficiente pra tentar, vai ouvir algum comentário tipicamente Francês (como aconteceu comigo) como “não estamos na Inglaterra, aqui é apenas Euro!”. Bom, então eu recomendo que você use cartão de crédito internacional, pois ir até uma casa de câmbio e trocar moedas (pagando taxas) para usar em 1 final de semana, definitivamente não é negócio (pensando que, se você não gastar todo o Euro que comprou, vai ter que voltar pro câmbio e comprar Libras again!).

    img_20161119_172927Catedral de Notre Dame, um dos lugares que eu mais tinha curiosidade de conhecer!

    8) Como funciona o transporte público?

    Não cheguei a andar de ônibus em Paris, mas de metrô sim. O estilo de ticket e a lógica das “zonas” é a mesma de Londres, a diferença é que eu apanhei muito pra entender a maneira correta de comprar a passagem através da máquinas que estão disponíveis na estação de metrô. Infelizmente, a experiência de pedir ajuda para um funcionário que estava no local foi a mais desagradável possível, por isso, sendo sincera, eu prefiro Uber! Em Paris, chamamos 1 vez, foi de Deus, carro chiquérrimo, com teto solar, motorista simpático e a conta é debitada na fatura do cartão, a gente se sentiu num filme (rachando entre 3, saiu menos de 2 Euros pra cada uma).

    Processed with VSCO with f2 preset

    Monte Martre, o pico mais alto de Paris, ao subir aí, você consegue enxergar toda cidade, é lindo!

    9) Como foi a hospedagem no IBIS Hotel?

    Excelente! Ibis é uma redes de Hotéis que você encontra em diversos locais do mundo, não tem muito erro, o serviço deles segue um padrão universal, muito satisfatório por sinal! Dividi o quarto com as minhas amigas do Brasil, o espaço não era grande, mas pra Paris, onde tudo custa uma fortuna, ter onde dormir e tomar banho estava mais do que bom. Eu não poderia deixar de comentar sobre o café da manhã, que não deixou nem um pouco a desejar! Croissant à volonté!

    img_20161121_205936

    10) Como funciona a passagem do ônibus através do Eurotunnel?

    A Europa dá um show de primeiro mundo quando o assunto é a estrutura monstruosa do Eurotunnel. Parece estranho, mas basicamente o funcionamento é o seguinte: o ônibus entra em uma espécie de contêiner subterrâneo e permanece por lá, parado e com o motor desligado, por volta de 50 minutos. Durante o tempo de travessia, os passageiros do ônibus podem descer e caminhar entre os vagões do Eurotunnel, não há nada de interessante por lá, apenas banheiros, mas a ideia de sair do coach já é ótima, porque você tem essa opção de esticar um pouquinho as pernas! É uma experiência muito interessante, ainda mais pra nós brasileiros que nunca vimos nada parecido com isso em nosso país!

    Gente, isso é tudo! Espero ter respondido todas as perguntas de vocês! Espero que gostem também! Se restar alguma dúvida, me deixe saber, assim posso acrescentar mais informações por aqui!


  • Passarela Estreita Blog

    Tudo sobre o meu intercâmbio na Inglaterra!

    Mariana Raugust | 2 de dezembro de 2016

    inglaterra

    O primeiro post direto da Inglaterra não poderia ter um tema diferente, né? Vocês pediram e cá estou, escrevendo um post bem completo, com todas as perguntas mais frequentes sobre o meu intercâmbio. Espero poder ajudar vocês e animar todo mundo que precisa de um último empurrãozinho para viver essa experiência maravilhosa de passar um tempo fora do país!

    Vamos começar pelas informações Básicas:

    Local do meu intercâmbio: Brighton, Litoral Sul da Inglaterra, Reino Unido (vai ter post falando só de Brighton)

    Tempo de estadia: 8 semanas (2 meses).

    Propósito da viagem: estudar inglês (13 horas por semana).

    Acomodação: casa de família inglesa cristã.

    Agência pela qual viajei: Cese, agência de intercâmbio cristão.

    Agora vamos pras perguntas mais frequentes:

    inglaterrao

    Na foto: Aline (Curitiba), Tamires (São Paulo) e eu (Porto Alegre). Nós 3 viemos para Brighton pela Cese, nenhuma de nós se conhecia pessoalmente e chegando aqui nos tornamos super amigas! Infelizmente as duas já voltaram para casa, mas o tempo que tivemos juntas foi incrível, melhores pessoas!

    1) Você recomenda a sua agência de intercâmbio?

    Recomendo e de olhos fechados! Acreditem, contratei os serviços deles sem nem morar no mesmo Estado e sem nunca ter visto alguém da equipe pessoalmente. Fiz tudo por internet, Skype e cá estou, há 1 mês vivendo essa experiência incrível e sem palavras para agradecer a CESE. Valeu muito o voto de confiança neles, recebi toda segurança necessária, treinamento e excelente preparação pré viagem! Além disso, acabei ganhando 2 amigas queridas que também vieram pra cá através deles, foi demais. Estou 100% satisfeita com a agência!

    2) Quanto custou seu intercâmbio?

    Difícil fazer uma estimativa pois tive uma dorzinha de cabeça com minhas passagens de avião e no fim nem sei dizer o quanto custou tudo, mas posso dizer que se você enviar um e-mail para a Cese, eles serão super atenciosos e te responderão logo em seguida com orçamentos completos para você ter uma ideia do investimento.

    3) Como está sendo sua experiência com Host Family?

    Experiência muito boa! Moro com uma senhora, já de idade avançada, seu nome é Pauline.

    Pontos positivos: Ela é inglesa, cristã, cozinha super bem, é querida, organizada, caprichosa, deixa a casa sempre limpinha, é pontual, amigável, de boa, tranquila, silenciosa, excelente guia turística, lava minhas roupas, respeita minha cultura e rotina.

    Pontos negativos: banhos extremamente rápidos, wifi da casa é péssimo (uso fora), casa não é tão quentinha quanto eu imaginava (parece ser coisa típica de inglês, esse lance de não ligar o aquecedor sempre, pois vi vários colegas reclamando do mesmo problema), mas em compensação, todos os dias a Pauline prepara uma bolsa de água quente para eu colocar debaixo das cobertas e dormir quentinha.

    inglaterrao04

    Fotinho da Bíblia no momento de devocional da escola, antes das aulas!

    4) O que você está achando da escola de inglês?

    Muito boa! É uma escola de inglês cristã, chamada Olivet School, todas as manhãs, antes das aulas, eles separam um tempo especial para louvor ou devocional. Nem todos os alunos são cristãos, mas a galera é muito tranquila. As turmas são pequenas, mas tenho colegas da Espanha, França, Japão, Itália, Turquia, Tailândia, Suíça e todos nós nos divertimos muito, todos os dias, o clima entre a gente é super descontraído, todos se dão bem e fazemos piadas o tempo inteiro, mas de maneira equilibrada e agradável. As aulas são dinâmicas, professores competentes, tem bastante atividade prática, jogos, conversação. Todas as sextas-feiras tem prova e todas as quartas-feiras tem uma atividade opcional, à noite, na qual você pode jogar sinuca, ping pong, dominó, tomar café, comer bolachinhas e treinar o inglês com a galera da Olivet e de outras escolas. Esse encontro acontece toda semana, dentro de uma igreja Batista e o evento é chamado de Internacional Café.

    inglaterrao0

    Na foto: Colegas da Olivet e eu, no nosso primeiro rolê juntos pela Inglaterra. A idade do pessoal é na média dos 20 e poucos. Alguns são mais novos, na faixa dos 19 anos, mas também tenho colegas de 30 e um em especial que já é casado e tem filhos, ou seja, não existe idade certa pra fazer intercâmbio (muitos me perguntam isso)!

    5) Você tem amigos aí? Você fica muito tempo sozinha?

    Acho que a minha resposta acima responde essa pergunta. Sim, eu tenho muitos amigos aqui, talvez mais do que no Brasil! Pera, antes que você se assuste, deixa eu explicar! Hehe No Brasil, por mais que eu conheça várias pessoas, a maioria tem seu trabalho, compromissos, família, filhos, cônjuge e no fim das contas, com quem eu saio e converso sempre são sempre os mesmos, poucos e bons, mas poucos. Aqui, pela questão do ambiente da escola de inglês, que une a galera todos os dias e o fato de todos estarem afastados de família, emprego, amigos, acaba que todo mundo vira uma grande família, onde todos se ajudam e fazem os rolês juntos. Sobre ficar sozinha, pra mim, é uma questão de necessidade, então sim, eu sempre dou um jeito de ter um date comigo mesma, tipo agora, tô na Starbucks, ouvindo música, escrevendo e tomando meu Caramel Macchiato de boas e feliz!

    inglaterrao0ps

    Eu num dos meus momentos forever alone por opção! Hehe Curto muito caminhar na praia, orar, refletir sobre a vida, ouvir uma música boa, lembrar das pessoas que eu amo, enfim, é um tempo só meu, tempo que preciso ter. Obs: a foto foi tirada pelo temporizador do celular! Hehe

    6) Qual é o seu nível de inglês?

    Aqui na escola é o B1+, em outras palavras, é o nível intermediário. Pessoas do B1+ conseguem conversar em inglês com os nativos, escrever uma redação, entender do que se trata uma reportagem na televisão (mas não entendem todas as palavras, ainda mais quando o jornalista tem sotaque britânico! Hehe).

    7) Precisa saber falar inglês pra fazer intercâmbio?

    Na minha humilde opinião, você só precisa trazer a força de vontade e a coragem na mala, o resto é resto. Inglês você aprende! Não deixe o seu nível de inglês, ser um empecilho pra deixar de fazer intercâmbio! Por favor, não faça isso! Simplesmente venha, venha para aprender, você vai encontrar uma galera na mesma situação que você! Eu confesso que curto muito o pessoal das classes mais básicas, eu os admiro demais, porque eles vieram, na cara e na coragem e decidiram começar do zero, independente da idade e das suas limitações pessoais!

    8) O que você acha dos ingleses?

    Eu vim preparada para lidar com pessoas frias, fechadas, que não gostam de conversar ou de fazer novos amigos. Só que gente, chegando aqui foi surpresa positiva seguida de surpresa positiva. Todos os ingleses que conheci, conversei, foram extremamente queridos, amigáveis, puxaram assunto, sorriram pra mim, elogiaram meu inglês, elogiaram minha coragem de vir morar no país deles. Não tem como não querer pegar esse abençoados e colocar num potinho pra levar pra casa, é muita educação, fofura, realeza e sotaque charmoso em uma só galera. Óbvio, eles não são iguais aos brasileiros, há um mundo de diferenças entre os dois povos, mas são gente boa demais!

    inglaterrao00

    Fotinho do hall principal da igreja que frequento aqui, com quadrinhos estilosos e luzinha de Natal.

    9) Frequenta alguma igreja? Como é?

    Aqui eu tenho frequentado a CCK (Church of Christ the King), uma das maiores, se não a maior, igreja de Brighton. A pegada é bem jovem, alternativa, na linha da Hillsong e eu sempre sinto muita presença de Deus nos cultos, principalmente no louvor, eu realmente amo esse lugar!

    10) Qual ou quais foram as coisas mais difíceis de lidar até agora?

    O clima frio, os dias extremamente curtos e no início da minha estadia, os Pubs e a bebida alcoólica me incomodavam bastante (mas agora passou).

    inglaterrao00p

    11) Que horas começa a escurecer?

    16:20 hs da tarde. Todos os dias escurece 5 minutos mais cedo, isso quer dizer que lá por Janeiro o Sol vai se pôr às 15 hs da tarde.

    inglaterrao0p

    12) Tem dicas par lidar com o frio?

    Se você é magrelo e friorento, venha preparado pra guerra, porque o frio é demais da conta, coisa que nunca senti antes (e sou gaúcha!). De roupas indico blusa térmica e legging térmica por baixo das roupas. Toca, luva, manta e 2 meias no pé, sempre que possível!

    inglaterrao00ps

    Fotinho do meu almoço na praia, aqui é bem comum a galera ter sanduíche como refeição principal e custa uma média de 3 Libras.

    13) Quanto você gasta por semana?

    Essa pergunta é um tanto delicada, pois cada um tem um padrão de vida, de gastos, de prioridades, então eu realmente indico que você converse com a sua agência de intercâmbio porque ela é a melhor portadora de informações desse tipo. O que posso dizer sobre os meus gastos fixos daqui é que preciso comprar almoço todos os dias, pois não está incluso no meu pacote contratado. Além disso, todos os dias pego ônibus ida e volta para a aula e o transporte público aqui é caro, uma média de 5 libras ida e volta, mas se você comprar o cartão para a semana inteira sai mais em conta.

    Gente, acho que respondi tudo, mas se acabei esquecendo de algo, por favor, me deixe saber que assim que possível, eu incluo as atualizações por aqui! Espero ter ajudado!


  • Passarela Estreita Blog

    Hip Hops (cristãos) favoritos do momento!

    Mariana Raugust | 27 de setembro de 2016

    marimum0

    Hoje estou sem muitas palavras, na verdade eu só queria compartilhar o som que tenho curtido e muito! Vivo fases, mas vira e mexe o hip hop volta a ser a trilha sonora da minha vida! Confesso que não tenho escutado nenhum rapper brasileiro, o que é uma pena, pois eu desconheço outros cantores de peso além do Pregador Luo. Claro, se essa afirmação for pura ignorância da minha parte, por favor, trate de me manter atualizada e já me indique hip hops cristãos brasileiros legais, sou toda ouvidos!

    Por enquanto vamos de gringa mesmo! Tedashii, Lecrae, NF e até Jake James são alguns dos meus companheiros diários. Eles me alegram, me animam, me fazem dançar e por um momento acreditar que sou uma garota super guetto feelings, yo! Então vamos nessa pegada, aperta o play aí!


  • Passarela Estreita Blog

    Cabelo curtinho, o que mudou em mim?

    Mariana Raugust | 16 de setembro de 2016

    07b1384d6734b8f4b31e11e00b1b39e0ll

    Desde dezembro do ano passado eu venho caminhando em uma constante transição interna e consequentemente capilar (hehe). Assumi minhas ondas naturais, tentei um platinado, cortei novamente e finalmente cheguei no estágio em que estou agora, de cabelo extremamente curto, também conhecido como Pixie Hair e na cor natural que é o castanho médio.

    Entretanto, hoje eu quero falar um pouco mais do que apenas sobre o meu cabelo, mas também expôr as dores e delícias de se permitir ousar, mudar, romper padrões e sair da zona de conforto. Primeiramente o corte pixie foi um presente de aniversário que eu dei para mim mesma. Completei 25 anos dia 19 de Junho e eu queria fazer algo marcante na minha estética, algo que eu jamais esquecesse. Primeiramente pensei em uma tatuagem, mas eu estava muito ciente de que estava passando apenas por uma fase, um momento e qualquer marca permanente não seria uma escolha muito inteligente (pra mim!).

    Sendo assim, o cabelo foi a vítima da vez.

    07b1384d6734b8f4b31e11e00b1b39e0llppp

    A gente acha que não, mas toda mudança estética afeta nosso interior. É uma sensação nova e interessante olhar-se no espelho e ver uma imagem diferente daquela que você vinha convivendo durante um bom tempo. Isso faz com que você também se permita experimentar novas atitudes, novos livros, novos assuntos, novas pessoas já que acaba percebendo que experimentar um novo visual não foi algo tão ruim assim, então aproveitar novas oportunidades, se permitir novos desafios também não será nenhum monstro de 7 cabeças.

    Assumir minhas ondas naturais significou muito mais do que ganhar praticidade na hora de me arrumar ou recuperar a saúde natural dos fios, mas uma libertação de certos moldes que todas vocês conhecem bem. Isso se refletiu na minha maneira de viver. Passei a ler muito mais e de tudo um pouco. Passei a repensar alguns conceitos e verdades absolutas que eu tinha sobre a vida. Passei a tentar aprofundar mais as minhas relações e ficar perto de quem realmente me acrescentava algo.

    07b1384d6734b8f4b31e11e00b1b39e0llpppppp

    Dar grandes passos na vida e externar isso é tornar-se a maior referência para si mesmo. Quantas vezes eu estava desanimada, pensativa, achando que não iria conseguir vencer meus fantasmas internos e ao olhar para o espelho, mirando aquele cabelo curtíssimo, desalinhado, lembrei da Mari que foi corajosa o suficiente para chegar até aqui. É como eu falei certo dia para uma amiga que está passando por um momento muito difícil “Deus nos permite viver desafios que aparentemente são assustadores porque Ele enxerga o nosso potencial para dar a volta por cima, buscando o auxílio Dele”.

    Cortar meu cabelo fez eu enxergar aquilo que Deus já enxergava em mim há muito tempo antes de mim: o meu potencial.

    Cortar o cabelo foi o ato de me permitir olhar pra dentro e sim, eu indicaria o exercício para quem quer que fosse. Não o exercício de cortar o cabelo apenas, mas de promover mudanças visuais, mudanças que mexam com a sua zona de conforto. Quando olho fotos antigas eu considero o meu antigo cabelo lindo, tão mais feminino, tão mais adequado pro que a sociedade considera aceitável, mas quando eu lembro da Mari que o carregava eu já não o acho mais tão interessante assim. Talvez eu não seja “curtinha” pra sempre, mas hoje eu consigo estar mais preocupada com quem eu sou por dentro do que por quem eu aparento ser por fora. Já dizia Jean Paul Satre, a a existência precede a essência.


  • Passarela Estreita Blog

    Camisetas cristãs: PE & Fernanda Millioli!

    Mariana Raugust | 7 de julho de 2016

    13509547_902210649905535_1038210176_o

    É com muita alegria que eu anuncio para vocês a minha mini coleção em parceria com a marca de camisetas cristãs Fernanda Millioli. Há um tempo atrás recebi alguns modelos de tshirt dela e simplesmente amei, foi aí que surgiu uma amizade bacana com a Fê. Hoje em dia temos uma variedade imensa de estampas cristãs super legais no mercado, conheço várias lojas super bombadas, com uma proposta bem diferente, alternativa. Entretanto, não conhecia nenhuma que fosse totalmente voltada para mulheres e que tivesse uma proposta da pegada fashion mesmo. Conheço marcas cristãs voltadas pro público feminino que possuem um DNA mais romântico, meigo, mas não aquela coisa de moda, sabe?

    E ao meu ver, a marca da Fê supria essa necessidade que eu sentia de encontrar camisetas que fossem bem a cara do Passarela estreita. Para quem quiser conferir, montei vários looks com os recebidos dela, ano passado, pra ver é só clicar no link aqui. A boa notícia é essa identificação com a marca gerou frutos para um projeto maior, que sempre foi um sonho para mim: fazer a diferença na vida das pessoas através da moda. Sendo assim, a Fê e eu nos unimos para lançar a nossa primeira coleção juntas. O tema escolhi? O Tempo de Deus. Foi realmente doido perceber como o Senhor cuidou dos detalhes deste processo de criação e como Ele quis “falar” com a gente através dessa mensagem.

    13621378_905924159534184_713766989_o

    Essas duas artes aí de cima foram postadas nas redes sociais como parte da contagem regressiva para a revelação dos modelos desenvolvidos e, lá no insta, escrevi um textinho que é muito sincero e eu gostaria de compartilhar com vocês:

    “O tema da coleção não poderia ser mais perfeito para nós duas. Essa palavra, que antes era um tanto vaga pra mim, passou a ser muito significativa a partir do momento em que tive experiências pessoais com Deus. Existe um tempo certo para todas as coisas e o segredo do contentamento durante a espera é estar muito bem resolvido com o que você não pode mudar e focar-se no que você pode fazer hoje. Esperar só é sinônimo de sofrimento quando você está com seus olhos fixos naquilo que não há nada a se fazer e lamento informar: quem torna tudo isso uma tortura é você mesmo. Não precisa ser assim, você pode esperar sorrindo, pode esperar cantando, pode esperar tomando os melhores cappuccinos, pode esperar dando os rolês mais legais com as pessoas que você ama, você pode esperar lendo seus livros favoritos ou caminhando em direção aos seus sonhos, ou seja, você pode esperar escolhendo não focar-se no que foge do seu controle, é tudo uma questão de escolha. O segredo da paz na espera é não viver excesso de passado, nem ter pressa do futuro, mas viver o hoje aproveitando o que você tem e deixando que Deus te surpreenda na hora que Ele quiser! Deus nos ensina a esperar porque Ele quer nos ensinar a curtir o dia de hoje e não apenas o dia em que todos os nossos desejos se tornem realidade!”

    13633440_907603022699631_1950568882_o

    Bom, agora, depois de toda essa introdução, chegou o momento de revelar os modelos desenvolvidos! “Tempo de Deus” e “Tempo de amar” foram as duas frases escolhidas para estampas essas duas tshirts tão especiais para nós!

    13271643_879385538854713_943245410_ooooo

    A estampa “O tempo de Deus”, ou “The time of Deus”, em inglês, está disponível em 3 cores: preta, branca e cinza mescla. O modelo é mais compridinho e tem uma fenda nas duas laterais. Você pode usá-la normalmente ou pode fazer um um estilo diferente com “nózinho” na frente, como mostra na foto acima. Para adquirir é só clicar aqui.

    13262078_879385815521352_653057826_opp

    A segunda estampa se chama “Tempo de Amar” e é representada por um relógio vintage. As mangas possuem um acabamento especial que proporciona uma transparência delicada nos ombros. A camiseta está disponível nos tons azul marinho e vermelho. Para adquirir é só clicar aqui.

    Como é o início de uma parceria, decidimos começar aos pouquinhos, com apenas dois modelos, mas futuramente anunciaremos mais novidades! Agora fiquem ligadas lá no meu insta @passarela_estreita que postarei meus looks com as camisetas também!